Primeiro os gamers, depois o mundo