Guitar Hero, um fenômeno cultural?