Modificar um console não é pecado